18 de agosto, 2017

Escola Social do Varejo inicia novo modelo de formação em Salvador e Recife

O projeto inovador une aulas presenciais e também módulos que serão feitos à distância.

Começo de semestre é sempre agitado nas cidades em que acontece a Escola Social do Varejo (ESV) e, dessa vez, esse início promete ser mais ainda. Isso porque além das inscrições e turmas selecionadas para a formação de Liderança no Varejo, o programa traz novidades para sua metodologia: em duas localidades, Salvador (BA) e Recife (PE), os jovens já começam a formação com aulas presenciais e também à distância.

A ESV foi criada pelo Instituto Walmart, em parceria com o Instituto Aliança, e tem como objetivo contribuir para a formação educacional e profissional dos jovens, focando nas capacidades individuais, sociais e técnicas de cada um. As mudanças visam melhorar os processos do programa e a inovação vem para acompanhar o ritmo dos jovens e do próprio contexto atual de uso de tecnologias na educação.

O coordenador do Instituto Walmart, Edmilson Selarin Junior, explica que o piloto faz parte de uma estratégia de fortalecer e dar escala às iniciativas voltadas à entrada de jovens no mundo do trabalho. “Tenho acompanhado muitos encontros e eventos e percebo que outros institutos e fundações também têm repensado sua atuação em função do cenário brasileiro e das mudanças do ensino médio. No contexto atual do país, os jovens têm sido a camada mais afetada da população pelo desemprego”, afirma. “A Escola Social do Varejo é um programa sólido, com resultados muito bons, e queremos buscar formas de ampliar essa iniciativa.”

O curso continua acontecendo em 330 horas e com três módulos, inclusive em Osasco (SP). A diferença é que agora os jovens da Bahia e Pernambuco vão fazer dois deles — Contexto das Relações do Varejo e Tecnologia da Informação e Comunicação — com orientação e conteúdo navegável à distância. O módulo Desenvolvimento Pessoal e Social permanece presencial. Uma vez por mês continuará acontecendo o encontro para “entrada de inserção”, onde temas ligados ao mundo do trabalho são discutidos, e que passará a servir também para avaliação do andamento do que está sendo estudado por fora, dentro da nova metodologia.
A inovação é feita como um projeto piloto e, por isso, passa a valer em duas localidades, e não nas três cidades do programa. A ideia de manter um módulo presencial garante o encontro duas vezes por semana, e não quatro como antigamente, para que a transição seja feita aos poucos e da melhor forma.

Esse é um ponto que tem sido articulado com cuidado. Afinal, durante os sete anos de ESV, cerca de 7 mil jovens já foram capacitados para o mercado de trabalho e 80% dos que concluíram o curso conseguiram oportunidades de emprego. Segundo Ilma Oliveira, diretora do Instituto Aliança, tudo foi pensado para a evolução desses números e visando a qualidade do programa.
“Estamos acompanhando as mudanças ao nosso redor quando se trata de juventude e educação. Acreditamos que vai ser uma experiência muito boa e replicável. Estamos de olho em cada detalhe para que a ESV mantenha sua qualidade e sua essência com os educadores e jovens”, comentou.

Mais detalhes sobre o novo formato será explicado no início das aulas em agosto. Todos os jovens selecionados em Osasco (SP) continuam contando com material didático, uniforme, alimentação e auxílio-transporte. Por conta do novo formato, em Salvador (BA) e Recife (PE) os alunos recebem auxílio transporte e lanche. O certificado para todos será emitido pela Universidade Estadual do Ceará, como curso de extensão. Os jovens também vão continuar recebendo apoio e orientação para se colocarem no mercado de trabalho após a conclusão da formação.

Certificações

Falando em conclusão da formação, as certificações das turmas ESV do primeiro semestre de 2017 foram um sucesso. O programa teve 510 matriculados e 463 certificados nas seguintes localidades: Osasco (SP), Porto Alegre (RS), Salvador (BA) e Recife (PE). Agora os jovens estão sendo auxiliados para conseguir sua experiência em programas para aprendiz e outras vagas de emprego. Alguns já celebraram a conquista do certificado olhando para o primeiro dia de trabalho.

É o caso do Leonardo Biziolo Borato, que participou da cerimônia de certificação em Osasco (SP) no dia 13 de julho e, na semana seguinte, já ia começar uma nova fase como jovem aprendiz na área de sustentabilidade da Natura. “Estou muito feliz. Todo o processo foi importante pra mim, mas o módulo sobre identidade foi o que mais me marcou. Consegui ver o caminho que quero começar a seguir e estou mais conectado com a minha essência. Sei que posso fazer muito e não é só por fazer, tenho um propósito”, comentou.

A mãe do Leonardo, Elisabete Borato, estava muito orgulhosa. “O projeto é fantástico, leva em consideração o melhor do aluno. Eu notei diferença no comportamento dele logo no início, ficou mais confiante, se envolveu com a proposta da ESV, foi aceito como é, com todo seu estilo. Foi rápida a conquista do primeiro emprego, estou bem satisfeita”, contou. As outras certificações aconteceram nos dias 24 (Salvador), 25 (Porto Alegre) e 26 (Recife).

Para continuar acompanhando a ESV, acesse página oficial do programa no Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas <strong>Notícias</strong>